Av. Francisco Glicerio, 2331 1º andar Vl. Itapura - Campinas, SP - CEP: 13023-101
(19) 3236-0891
(19) 98925-6556

Auxílio-doença por depressão.

Tenho depressão, posso solicitar o auxílio-doença?

Os principais sintomas relacionados à depressão são: dificuldade de concentração, humor deprimido, pensamentos negativos, diminuição do interesse em quase todas as atividades realizadas, baixa autoestima, inquietação, alterações do sono, irritabilidade, perda da motivação e vitalidade, sentimentos de inutilidade e culpa e até mesmo a ideação suicida.

Dessa forma, é comum que o quadro depressivo torne inviável o exercício da atividade laborativa, levando ao afastamento do trabalho. Isso porque, quando acometido por quadro de depressão, o segurado doente pode ficar incapaz de realizar as atividades normais de trabalho, especialmente quando exigem concentração.

Nessas circunstâncias, o segurado possui direito ao auxílio-doença e em casos mais graves, pode requerer até mesmo a aposentadoria por invalidez.

Deste modo, é possível que o trabalhador peça o auxílio-doença por causa da depressão.

Mas o que é necessário para requerer o benefício de auxílio-doença por depressão ?

Para a concessão do auxílio-doença por depressão, o trabalhador deverá comprovar incapacidade temporária para as atividades laborativas que eram habitualmente exercidas, sendo por isso afastado do trabalho por mais de 15 dias corridos ou intercalados dentro do prazo de 60 dias, pela mesma doença.

Além disso, o segurado que pretende pedir o auxílio-doença deve ter realizado no mínimo doze contribuições ao INSS, com exceção dos segurados que comprovem que a sua incapacidade é decorrente do ambiente de trabalho.

Com os requisitos preenchidos, o trabalhador será submetido à perícia médica para comprovar a incapacidade e a possibilidade de reversão mediante tratamento, que a caracterize como transitória.

Caso for verificado com o decorrer do tempo que a doença não foi curada, o segurado pode requerer a conversão do seuidoso benefício em aposentadoria por invalidez.

É comum que os pedidos de auxílio-doença por depressão sejam negados pelo INSS, bem como as solicitações de conversão do benefício em aposentadoria por invalidez, mesmo sendo realizadas por trabalhadores que recebem o auxílio por vários anos.

Nesses casos, é possível entrar com recurso ou processo judicial para assegurar a concessão dos direitos relacionados ao benefício.

Assim, é possível conseguir, principalmente de forma judicial, a concessão do auxílio-doença por depressão

Post Relacionados

Deixe um comentário